Mamãe Oxum – A Orixá do Amor

Ouvir episódio

Saiba mais sobre essa Força Divina que conduz e equilibra os nossos sentimentos de Amor. Conheça essa Orixá responsável por trazer a riqueza, a prosperidade e o amor para as nossas vidas.

Transcrição do Episódio

Oi oi gente! Tudo bem? Como é que vocês estão? Eu estou feliz de estar aqui participando de mais essa gravação com vocês. Já estamos no décimo quinto episódio do nosso podcast “Alma de Poeta”. Eu espero q vocês estejam gostando do conteúdo. Que pelo menos alguma coisa do que eu falo aqui seja de alguma utilidade para vocês. Meu nome é Evandro Tanaka, eu sou médium umbandista e hoje a gente vai falar sobre o amor… Ah, o amor!!! Existe um sentimento mais lindo do que esse? Quem é que pode explicar o amor? Esse sentimento maravilhoso que embala o coração de tanta gente e q tb faz sofrer?
Quem foi que inventou o amor, hein gente?
Esse sentimento é tão importante para o ser humano que na Umbanda existe até uma Orixá específica para cuidar dele, só para cuidar do nosso amor. Eu estou falando da nossa mamãe Oxum! Essa Iabá linda || que simboliza os rios, as cachoeiras, as águas doces e principalmente o amor! Oxum é a energia que mantém em equilíbrio as nossas emoções e os nossos sentimentos.
Quando eu falo que Oxum é a guardiã do amor, eu não estou me referindo apenas ao amor entre casais, mas a todo tipo de amor que existe, a esse amor maior emanado de Deus. Oxum tá presente não só no amor entre as pessoas, mas tb no amor pela natureza, no amor q vc tem pelo seu bichinho de estimação, no amor bíblico q Jesus nos trouxe. Oxum é a energia que vibra dentro de cada coração para nos unir e para nos aproximar do Criador.
Mas oxum tb se refere a um outro tipo de amor. Ao amor-próprio! É por isso q a imagem africana de oxum sempre carrega um espelho, que é conhecido como abebé. Pra simbolizar o amor-próprio. Quando você olha no espelho, você vê a sua própria imagem refletida. E você tem que gostar daquilo que tá vendo. Você tem que ter amor-próprio. Pq a pessoa q não tem amor-próprio, a pessoa que não se valoriza, ela não tem condições de amar ninguém e muito menos de sentir amada.
Só que o espelho de Oxum também tem uma outra finalidade: de fazer refletir a imagem dos outros. Quando você vira o espelho do lado contrário. A pessoa que está conversando com você, a pessoa que está interagindo com você consegue ver a própria imagem, consegue ver o próprio reflexo. E muitas vezes, essa pessoa vai ficar tão constrangida com a aparência dela, com os sentimentos que ela tá direcionando para você, que ela vai mudar de atitude. O espelho de Oxum tem essa característica. De fazer com que a pessoa consiga enxergar nele o seu próprio reflexo, os seus defeitos e as energias ruins que porventura ela possa estar direcionando. Porque essas energias vão bater no espelho de oxum e vão voltar para a própria pessoa. Nesse sentido, o espelho de oxum atua como um dissipador de energias.
Muitas vezes, as pessoas não conseguem se enxergar, porque elas não possuem espelho. E essas pessoas só vão conseguir ver o seu reflexo quando encontrarem com o espelho de Oxum. E eu vou falar uma coisa para vocês, gente. Não é fácil você se deparar com o seu próprio reflexo refletido em um espelho psíquico. Não é fácil nós olharmos para nós mesmos, porque dependendo de quem nós somos, isso vai doer, vai nos decepcionar. Mas o espelho também vai dar a oportunidade de nos conhecermos melhor. Através dele, nós vamos identificar as nossas imperfeições, como podemos melhorar a nossa imagem (para nós mesmos e também para os outros). E essa imagem, você só vai conseguir melhorar com o amor. Amor por si mesma e amor pelos outros.
Vibrar na energia de oxum é começar a buscar o amor dentro de si, começar a valorizar o seu próprio eu. Vibrar a energia de Oxum é você compreender que a sua autoimagem deve ser a mais positiva possível. É claro que todos nós temos defeitos e limitações, mas é para isso que Oxum oferece o seu espelho. Para que nós possamos identificar esses defeitos e limitações para melhorarmos a nossa autoimagem.
Quando Jesus veio aqui na Terra, ele disse “Amai ao próximo como a si mesmo”. Ele conseguiu sintetizar em 7 palavras toda a natureza de Oxum. Primeiro o amor direcionado ao nosso eu e depois o amor direcionado ao nosso próximo. Percebam que Jesus não falou para amar ao próximo mais do que a si mesmo, mas na mesma intensidade. || Da mesma maneira que eu amo a minha companheira, que eu amo a minha esposa, que eu amo o meu marido, que eu amo os meus filhos, eu também me amo. Essa é a energia de Oxum atuando na nossa vida.
No Brasil, Oxum é sincretizada por várias “Nossas Senhoras”. Na região sudeste, por exemplo, Oxum é sincretizada por Nossa Senhora Aparecida. Na região norte, ela é sincretizada por Nossa Senhora de Nazaré. Em algumas partes do Nordeste, ela é sincretizada com Nossa Senhora das Candeias. Em outras partes, ela é sincretizada com Nossa Senhora do Carmo. Em algumas regiões de Minas, Oxum é conhecida como Nossa Senhora das Dores. Enfim, como vocês podem ver, são muitas “nossas senhoras” simbolizando a mesma Orixá, a mesma irradiação cósmica-universal do amor divino.
Uma outra característica pela qual Oxum é conhecida e também invocada é pela prosperidade material. Porque Oxum está relacionada ao ouro, ao luxo, muitas vezes até mesmo à ostentação. Tanto é que a cor de oxum é o dourado. Apesar de parecer uma coisa muito contraditória, entre o amor e ouro, existe uma relação muito simbólica nisso. O que Oxum nos passa, na verdade, é que a nossa verdadeira riqueza espiritual está em cultivarmos o amor. Assim como o outro traz abundância à nossa vida material, o amor vai trazer abundância à nossa vida espiritual. Oxum vem valorizar dentro de nós o que muitas vezes nós relegamos ao segundo plano: os nossos sentimentos.
Mas Oxum também traz um outro ensinamento com essa relação entre o amor e o ouro, dessa vez um pouco mais mundana, digamos assim… Oxum vem nos ensinar que se você quer crescer em qualquer área da vida, se você quer ser uma pessoa bem-sucedida, você precisa fazer as coisas com amor, com dedicação, com carinho. Só assim você vai ter o seu trabalho reconhecido pela qualidade que você tá imprimindo no seu esforço.
Porque o amor não serve apenas para ser sentido, o amor é para ser vivido, é para ser colocado em prática no nosso dia-a-dia. Você pode demonstrar amor através das suas condutas, através das suas palavras, dos seus gestos. Oxum nos dá infinitas oportunidades de manifestarmos esse sentimento tão sublime que existe no universo.
E olha, muitas vezes, vocês vão oferecer amor e vão receber de volta ingratidão. Isso faz parte do nosso crescimento, isso faz parte do nosso aprimoramento espiritual. Até Jesus recebeu a ingratidão quando veio espalhar o amor pela Terra. Quantos de nós já não amou alguém sem ter esse amor correspondido? Você já gostou tanto de alguém, || que poderia dar a vida por essa pessoa, mas não encontrou a mínima reciprocidade? Quantos de nós amamos pessoas que não nos amam? Pelo menos não na mesma intensidade ou da mesma forma que nós amamos? Não é verdade? E não precisa ser assim. Cada um tem um jeito de amar diferente. Ou simplesmente não tem um jeito de amar. A gente precisa respeitar, aceitar e agradecer a Oxum, porque mesmo essas pessoas não nos amando, nós poderemos continuar amando-as, da mesma maneira, com a mesma intensidade.
Vamos falar um pouquinho das características dos filhos e filhas de Oxum?
Como eu acho que vocês já reparam nos outros capítulos, quando eu falei de xangô e iemanjá, os filhos e filhas de orixás acabam herdando determinadas características inerentes à força que irradia sobre as suas coroas. Com oxum não é diferente.
os filhos e filhas de oxum costumam ser doces, sentimentais, até mesmo chorões. As filhas de Oxum se emocionam muito facilmente. Não podem assistir a um filme de amor ou a um drama que se debulham em lágrimas. Essa é a energia de Oxum.
Por outro lado, os filhos e filhas de oxum são muito vaidosos, gostam do luxo, de artigos de grife. Gostam de se exibir e de serem elogiados. Gostam de perfumes, de joias, de se enfeitarem e é claro, principalmente, de espelhos.
As filhas de oxum, principalmente, são muito delicadas, dengosas, doces como as águas do rio. São muito femininas, românticas, mas ao mesmo tempo requintadas, refinadas.
E já que estamos falando de Oxum, que tal a gente ouvir uma poesia da Yarin que fala sobre o amor? A Yarin é uma pombajira que me acompanha. E como os umbandistas bem sabem, a linha das pombajiras é mestre em equilibrar a energia do amor. As pombajiras são exímias conselheiras para curar corações partidos, para direcionar os seus sentimentos da maneira correta.
Essa poesia que a Yarin me passou, bom, como não poderia deixar de ser, se chama “o amor”.

Por acaso você acha que o amor acaba?
Não meu amor, não que eu saiba...
O amor é o sentimento que preenche o universo,
Faz brilhar a escuridão,
Mata a sede no deserto.
O amor é o olhar de Deus
Na flor que perfuma o dia.
O reencontro depois do adeus
Em momentos de euforia.
O amor é o toque suave
Do vento que acaricia,
Sentimento nobre que invade
E transforma tudo em alegria!
Mas por acaso você acha que o amor acaba?
Não, meu amor, não que eu saiba...

Não é linda essa poesia? Ah, Yarin, Yarin! Você tem me ensinado tanto sobre o amor. Obrigado por todos os seus conselhos. Eu sei que a gente não pode mudar o sentimento das outras pessoas, mas nós podemos aprimorar o nosso próprio sentimento para amarmos cada vez mais. E que alegria que eu sinto em poder amar dessa forma tão desinteressada!

Saravá, mamãe Oxum, senhora do ouro e das águas. Traga, minha mãe, em suas mãos, os lírios do campo e da paz. Torna-me doce e suave, como tu és. Que essa cachoeira de águas límpidas possa lavar o meu ser, limpando-me de todas as impurezas. Permita, minha mãe, que o amor seja uma constante na minha vida. Que eu possa amar incondicionalmente a todos e a tudo o que existe.

Usa, minha mãe, o teu espelho para me proteger de todas as mandingas e feitiçarias. Dai-me o néctar da tua doçura para que eu aprenda a amar até mesmo aqueles que me desejam o mal, seguindo o exemplo do nosso mestre de amor e bondade.

Que assim seja hoje e sempre! Ora ie ie oh, mamãe Oxum!

Obrigado, meus irmãos por acompanharem mais esse episódio! Espero que tenham gostado. Continuem acompanhando a gente pelas principais plataformas de áudio e não deixem também de visitar o nosso site “almadepoeta.com.br“. Um grande abraço a todos e que a nossa mamãe oxum preencha o coração de todos vocês com amor e bondade!

Deixe seu comentário

Mais deste assunto

Episódio 15
Nenhum número escolhido ainda