Mediunidade é Corpo, Mente e Espírito

Ouvir episódio

Desenvolver a mediunidade significa cuidar do seu corpo, da sua mente e do seu espírito. Manter o corpo limpo e saudável, manter a mente serena e o espírito conectado com as energias divinas. Isso é fundamental para um trabalho mediúnico com responsabilidade.

Transcrição do Epispódio

Oi gente, tudo bem? Como é que vocês estão? Todo mundo se cuidando por aí? Olha lá, hein! Eu quero ver todo mundo bem, cuidando não só do corpo, mas também da mente e do espírito. Esses três pontos são fundamentais para quem quer aprimorar a sua mediunidade. E como é que a gente faz isso? É sobre esse assunto que a gente vai conversar hoje nesse episódio. Meu nome é Evandro Tanaka, eu sou médium umbandista e esse é o podcast “alma de poeta”, onde a gente conversa sobre Espiritualidade, Umbanda e mediunidade.

Bom, cuidar do corpo é fácil, né? Apesar de que, mesmo sendo fácil, às vezes a gente relaxa nesses cuidados. Eu sou uma dessas pessoas. Eu não estou falando apenas de comer e tomar banho. O cuidado com o nosso corpo não se restringe a apenas alimentá-lo e limpá-lo todos os dias. Vai muito além disso. A gente precisa ter a consciência de que o nosso corpo precisa de muito pouco para ficar bem, para se manter em equilíbrio. E quando eu digo muito pouco, eu estou me referindo ao mínimo necessário mesmo.

A sua parte biológica, que é o seu corpo físico, só precisa de quatro coisas para se manter vivo: alimentação saudável, água limpa, ar e agasalho. O seu lado animal só precisa disso. Tudo o que extrapola a essas quatro necessidades básicas, a gente já pode considerar como supérfluo, como uma distorção das nossas necessidades biológicas.

Você não precisa usar roupas de grife, roupas caras. O seu corpo não pede isso, quem pede isso é o seu ego. Da mesma maneira, você não precisa consumir alimentos extremamente elaborados, pratos sofisticados, você não precisa frequentar restaurantes de luxo. O seu corpo só pede a quantidade certa de energia para se manter ativo, a quantidade certa de vitaminas para poder se manter em equilíbrio. E olha, quanto mais natural, quanto menos processado for o alimento, mais o seu corpo vai te agradecer.

O seu corpo não pede bebidas açucaradas ou gaseificadas com sabores exóticos. A única coisa que o seu corpo quer é água limpa para beber. Vocês percebem que cuidar do corpo é muito mais simples do que parece?

E se você quer trabalhar a sua mediunidade de uma maneira saudável, o primeiro cuidado que você tem que ter é com o seu corpo físico. Alimentar-se da maneira correta, evitar o máximo possível as extravagâncias do mundo moderno. Dar menos importância à sua vontade, aos seus desejos. “Ai, hoje eu estou com uma vontade de comer um doce” ou então “Ah, estou com uma vontade de sair para tomar uma gelada” ou então “Ai, estou com uma vontade de ir a uma churrascaria”. Esses são os pequenos caprichos que a gente se permite fazer, mas que acaba nos prejudicando no decorrer da vida.

Por exemplo, eu aposto que muita gente que está me ouvindo precisa tomar algum tipo de remédio, não é verdade? Dependendo do estado de desequilíbrio que o seu corpo está, o remédio se torna uma necessidade. Mas veja bem, você toma remédio para combater um desequilíbrio orgânico que tem uma causa anterior. Concorda comigo? O remédio que você toma, principalmente se for remédio alopático, ele vai agir sobre os efeitos da sua doença, aliviando os sintomas, mas ele não vai até a origem da doença para tratá-la.

Por isso que a gente vê por aí tanta gente tomando remédios de uso contínuo. Vamos dar um exemplo aqui. (gente, eu não sou médico nem nada, tá? eu só estou dando uma visão holística sobre o assunto. Pelo amor de Deus, se você precisa fazer uso de algum remédio de uso contínuo, continua fazendo, está bom?). Senão vai ter gente falando aí: “ah, eu parei de tomar o meu remédio porque o Evandro lá do Alma de Poeta falou que o corpo físico só precisa de comida, água, ar e roupa. Não é bem assim também.

Só que vocês vão perceber que a partir do momento que vocês adotam uma vida mais simples, com hábitos mais saudáveis, mais regrados, muitas das doenças que eventualmente vocês podem ter, vão desaparecer, ou pelo menos vai aliviar muito os sintomas. Por exemplo, se você sofre de pressão alta e você para de comer sal refinado, condimentos… o que mais que tem nessas bobeiras industrializadas? aquelas químicas lá para conservar o alimento… vocês vão ver que o nível de pressão arterial de vocês vai melhorar muito! Se você tem diabetes e para de comer doces, vai perceber que a sua qualidade de vida vai melhorar com o tempo.

Se você agride o seu corpo com bebida alcóolica, com o tempo podem aparecer doenças que você não teria se não bebesse tanto. Se você fuma, pode ser que você desenvolva doenças pulmonares ou cancerígenas que você não teria se não fumasse? O que eu quero dizer para vocês é que toda doença física se manifesta em decorrência de algum tipo de excesso da nossa parte. E grande parte das doenças se manifestam por causa da alimentação errada. Ou dos nossos hábitos de vida errados. A partir do momento que a gente começa a avaliar as nossas reais necessidades, a gente começa também a entender muitos dos desequilíbrios orgânicos que nós temos. Então, gente, primeira coisa: cuidar do corpo!

Quer começar a se desenvolver como pessoa, como espírito, como médium, seja na Umbanda ou em qualquer outra crença ou filosofia esotérica, começa cuidando do seu corpo. Você vai ver que a partir do momento que você começa a controlar os seus desejos com relação ao que você come, a sua percepção do mundo espiritual, do mundo astral ou do mundo invisível, sei lá no que você acredita, vai ficar muito mais apurada. Por isso as casas espiritualistas falam pros médiuns, toma cuidado com a alimentação, cuidado com o que você come. Existe uma razão para isso. Muitas casas orientam os médiuns a não comer comida pesada nos dias de trabalho espiritual, principalmente com relação à ingestão de carne. E olha, gente, pode não parecer, mas dá uma baita diferença na qualidade da comunicação com o plano espiritual. Principalmente com relação à carne vermelha e carne de porco. Nossa! Esses dois alimentos fazem diminuir muito a nossa percepção do plano sutil, do plano astral.

Bom, cuidar do corpo é o primeiro ponto. O segundo ponto é cuidar da mente. Você quer ter uma mediunidade equilibrada, precisa cuidar da sua mente. O que eu quero dizer com isso? Você precisa adestrar a sua mente com relação aos seus pensamentos. Você quer ter controle sobre a sua mediunidade, então você precisa ter controle sobre a sua mente. A nossa mente, é como um cavalo selvagem. É só ouvir um mínimo barulhinho que já sai correndo em disparada e ninguém segura.

A partir do momento em que você começa a adestrar esse cavalo selvagem, você vai perceber que a sua mente vai se tornar dócil e obediente aos seus comandos. E como é que a gente faz isso? Como é que a gente controla esse cavalo selvagem? Eu digo para vocês que a maneira mais eficiente é através da meditação. Existem várias técnicas de meditação, vários tipos, mas todas servem para esse mesmo propósito inicial, que é controlar essa impetuosidade da nossa mente. Eu não sei se você tem esse hábito de meditar ou se você já tentou fazer isso alguma vez. Às vezes a gente está lá, tentando meditar, tentando esvaziar a mente de qualquer pensamento. E daí, quando a gente se dá conta, já está distraído pensando em alguma coisa. Já aconteceu isso com vocês? Isso é muito normal. Isso acontece por causa da indisciplina da nossa mente.

Agora, passa essa indisciplina para o lado mediúnico! Imagina que você está lá na corrente mediúnica, todo mundo concentrado para receber as mensagens dos guias espirituais (na umbanda a gente usa uma expressão que é firmar a coroa). Se a sua mente for indisciplinada, você começa a firmar a sua coroa, começa a se conectar com o seu mentor espiritual e, de repente, de uma hora para outra, você já está com o pensamento em outra coisa, começa a viajar na maionese. Como você acha que vai ficar a tua conexão com o teu guia espiritual? No mínimo vai ficar prejudicada, né? Ele vai olhar para você e vai falar “filho, volta aqui… não me deixa falando sozinho. Eu preciso de você para que minha mensagem chegue ao plano material”.

Vocês conseguem ver a relação que existe entre meditação e mediunidade? A importância de se praticar a meditação diariamente? Começa a reservar aí 10 minutinhos, 15 minutinhos por dia para exercitar a meditação, para serenar a sua mente. Tenta sentir a sua respiração, durante esse tempo, olhar para dentro de si mesmo. para que a sua comunicação mediúnica seja estável, seja constante, você precisa fortalecer essa disciplina mental. E isso você só vai conseguir através da meditação. Esse é o segundo ponto, se você quer aprimorar a sua mediunidade: cuidar da sua mente.

E o terceiro ponto é cuidar do seu espírito. Com o que a gente faz isso? Bom, se praticar a meditação é cuidar da mente, praticar a oração é cuidar do espírito. E quando eu falo em orar, não estou dizendo para você ficar repetindo frases decoradas. Isso não é orar. Orar é você conversar com Deus, se conectar, através do seu sentimento, com as esferas superiores de vida. E você não precisa estar dentro de uma igreja para fazer isso, você não precisa estar em um templo religioso ou em um terreiro. Você pode estar simplesmente na natureza, olhando para uma árvore, olhando para o céu, ou para uma cachoeira. Você pode orar enquanto faz uma caminhada. Orar é você se conectar com a essência divina, seja qual for a sua crença religiosa.

E por que orar é importante no desenvolvimento da mediunidade? Vamos recapitular o que a gente conversou até agora? Se a gente cuida do corpo físico para facilitar a comunicação mediúnica. E a gente cuida do nosso mental para disciplinar o pensamento a fim de que a nossa comunicação mediúnica seja constante, contínua. E o papel principal da prece e da oração está relacionado com a qualidade das comunicações que você vai receber. Ninguém aqui quer receber comunicação de espírito ignorante, não é verdade? De ignorante já basta a gente! O que nós queremos receber são comunicações e ensinamentos de cunho elevado, mensagens que nos ajudarão a evoluir, não é mesmo? E para isso, a gente precisa condicionar a nossa vibração para que ela se mantenha em um padrão elevado, a fim de que possa captar a mensagens dessas mentes desencarnadas que vibram na mesma sintonia. Daí entra o poder da oração. Porque a prece, quando feita de coração, tem esse condão de nos conectar com espíritos de luz.

Então, gente, mediunidade é isso! Cuidar do corpo, cuidar da mente e do espírito. Se vocês derem a devida atenção a esses três pontos que a gente conversou aqui, eu tenho certeza de que a percepção mediúnica de vocês vai evoluir muito!

Eu queria aproveitar aqui, antes da gente terminar, para compartilhar com vocês uma mensagem de áudio que eu recebi e que me deixou muito feliz e emocionado! Quem enviou essa mensagem é a Ângela, de SJC.

[Mensagem da Ângela]

Obrigado, Ângela, por essas palavras de tanto carinho! Você não imagina como o meu coração fica feliz de saber que esse nosso esforço está servindo de alguma coisa, nem que seja para provocar algum tipo de reflexão nas pessoas, não é verdade? Porque você é da Umbanda também, a gente fala a mesma língua. O difícil é a gente se fazer entender para pessoas que pensam de uma maneira diferente da nossa. Esse é o desafio! Mas eu espero que o nosso Pai Maior nos oriente sempre para continuarmos perseverantes nessa caminhada! Muito obrigado pelas suas palavras de incentivo, Ângela! A intenção aqui é a melhor possível, de poder ajudar e orientar as pessoas! Um grande abraço para você!

E assim a gente chega ao final de mais um episódio. Não deixem de acompanhar o nosso podcast… (vocês já estão de saco cheio de eu falar isso, né?). está bom, não vou falar. Mas visitem o nosso site! Um grande abraço a todos e que o nosso Pai Oxalá os abençoe sempre!

Deixe seu comentário

Mais deste assunto

Episódio 18
Nenhum número escolhido ainda